Princípios de desaceleração

Equipamentos altamente automatizados com ciclos de tempo o mais curtos possíveis requrem técnicas de desaceleração altamente sofisticadas. Energia sem controle pode danificar equipamentos e levar a paradas de produção e a custosas reparações.
Figura 1
O uso de molas (1), borrachas (1) ou amortecedores pneumáticos (2) (Figura 1), não apresentam benefícios já que eles simplesmente armazenam a energia
e não permitem nenhuma forma de controle da desaceleração. O melhor resultado é alcançado quando a energia é linear ou progressivamente reduzida numa distância dada. Isto significa o tempo mais curto possível de parada e consequentemente a menor força de reação possível.



Estes requisitos são totalmente preenchidos pelos nossos amortecedores.
Eles aumentam a produção aumentando a velocidade, prolongam a vida útil dos equipamentos, simplificam o seu projeto e reduzem a poluição sonora.

Os seguintes sistemas de desaceleração estão disponíveis:

Amortecedores de impacto

Modelos com regulagem, autocompensados ou sem regulagem com cursos de 4 até 800mm

Controladores de velocidade
Para velocidades de 0,015 até 40m/min

Cilindros desaceleradores hidráulicos com regulagem

De simples ou dupla ação

Amortecedoes para cargas pesadas
Com cursos de 100 até 800mm

Topes com passagem livre
Com amortecedores integrados
Princípios de Funcionamento
Os nossos amortecedores são componentes hidráulicos fechados que operam em base a deslocamento.
Quando a haste do êmbolo é deslocada dentro do cilindro, o êmbolo desloca o óleo através de orifíos que são progressivamente menores. Como resultado, a velocidade do amortecedor decresce proporcionalmente ao curso percorrido.


O óleo deslocado é armazenado num acumulador interno que contém uma espuma flexível de células fechadas. Uma válvula anti-retorno interna e a mola de retorno permitem uma recuperação rápida de modo que o amortecedor esteja preparado para o próximo ciclo.

1. A carcaça é confeccionada de aço de alta qualidade, e em acabamento oxidado preto que protege a peça e dissipa o calor.
2. O tope é temperado e em acabamento oxidado preto.
3. Parafuso de regulagem permite um rápido e preciso ajuste da desaceleração
4. O parafuso de ajuste na série WM-V é excêntrico.
5. Mola de retorno de aço especial.
6. Haste do êmbolo de aço temperado e cromado.
7. Válvula anti-retorno integrada no êmbolo. Garante um rápido retorno à posição inicial.
8. Até o tamanho de 1,0 o êmbolo confeccionado de um bronze extra resistente.
9. Desde o tamanho de 1,2 o êmbolo é também confeccionado de um bronze extra resistente sendo montado livremente na cabeça da haste.
10. Guia da haste confeccionada de bronze extra resistente.
11. Orifícios reguladores.
12. Bucha guia do êmbolo.
13. Bucha reguladora.
14. Acumulador compensa o óleo deslocado pelo êmbolo.
15. Câmara de óleo compensa o óleo deslocado pelo êmbolo.
16. O óleo deslocado pressiona o êmbolo de compensação abrindo a câmara de óleo.
17. Gaxetas e raspadores.
18. Tampa do amortecedor.
WM-E

WM-S
WM-P

WM-V